Um mundo só para mim


Certo dia conversava com uma pessoa, e nos seus olhos notava-se um grande desejo de afeto, carinho, compreensão. Tinha nascido numa família abastada, mas sentia-se muito sozinha, desejava ser notada, ser acarinhada com mais intensidade.
Estava eu na frente de mais um caso muito comum nos tempos atuais, em que os pais dão tudo o que o dinheiro pode comprar mas esquecem que amor, carinho, atenção, que são de vital importância para um ser que está em desenvolvimento não podem ser supridos desta maneira. Uma criança, ou adolescente, precisa de exemplos diretos e de sentimentos incondicionais que só os pais podem dar.
Mas estes pais estão muito ocupados “ganhando muito dinheiro”, tem uma casa linda, vários empregados, carros, etc. Mas no meio de tudo isso está um ser humano em formação, indefeso e muito sensível. Ele pode estar cercado do bom e do melhor, mas só o que esta criança está vendo é uma linda, imensa casa fria e vazia.
Ela vai crescendo e este vazio vai aumentando dentro do seu coração, pois ela está sozinha.
Então começará a busca por afirmação, às vezes de maneira até equivocada em relação às suas escolhas, pois será mais uma tentativa desesperada para ganhar atenção e carinho tão escassos para este ser. As vezes, vemos pessoas que seguem carreiras profissionais porque os pais reconheceram o filho e deram valor a ele pelo seu su$$esso, e não simplesmente por ser seu filho.
O que posso dizer sobre isso é que cada ser que nasce neste
mundo tem um propósito, independente da condição que ela nasce.
Compreender as suas circunstâncias de vida e evoluir com desapego e amor ao mesmo tempo é um grande aprendizado. Devemos aprender a amar incondicionalmente, sem esperar que seja recíproco, porque na grande maioria das vezes não é.
Se você não está sendo visto por aqueles que te são mais próximos, ou por aqueles que você acha que deveriam ver você, talvez você é que deve começar e olhar mais para dentro de si mesmo e ver o que tem ali, pois a beleza nem sempre está para ser vista por todos, alguns não conseguem ver.
Primeiro você deve encontrar a sua beleza interior, a sua força, a sua essência. Você vai agir com o seu coração-intuição e sua mente-discernimento, e será capaz de superar e entender o sentido de tudo o que te envolve. Uma vez ciente do sentido de sua existência, o mundo se descortinará na sua frente.

Om Shanti Om!

Professor Reneu Zonatto