O sabor do desejo

 

 

Estou andando pela calçada e passo em frente a uma vitrine onde está exposto o mais lindo par de tênis que eu já vi na minha vida. Então , imediatamente, manifesta-se em mim um imenso desejo de possuir este incrível calçado. O sabor desta conquista é delicioso, eu até posso sentir que meus amigos ficarão com “água na boca” quando eu mostrar. Só tem um porém, ele custa mais da metade do meu salário. E agora? Ahhh……não importa, vou parcelar, fazer um sacrifício aqui e outro ali, e vou conseguir.
Neste momento, o sabor do meu desejo está sobrepujando a capacidade de discernimento, eu vou ficar maravilhoso usando aquele tênis, e nada vai me deter agora.
Muito bem, eu entro na loja e depois de alguns minutos de testes de tamanho e combinações de pagamento, eu saio da loja devidamente renovado.
Chegando em casa, guardo minha mais nova preciosidade no armário, pois no final de semana vou estrear a arrasar!
Chegado o momento da realização, todos irão a Cinema no sábado, eu coloco meu assessório novo e me vou. Todos os meus amigos estão ali.
Olham para mim, pisando em algumas centenas de reais e totalmente dono do momento. “Belo tênis, parceiro!” Pois é, as vezes merecemos usar algumas coisas boas. ” Mas deve ter custado uma grana.” Ahh… as vezes alguns sacrifícios nos fazem sentir bem.
Neste momento o sabor da minha conquista atinge o seu nível mais alto, o meu desejo se realizou.
Entramos na sala de cinema e sento-me na cadeira do corredor, todos vão entrando, até que o momento fatídico e verdadeiro acontece. Uma delicada moça, no alto do seu salto, tropeça no degrau e derrama toda sua bebida exatamente sobre meus pés. E para minha completa desgraça, esta bebida mancha, e não há sabão no mundo que possa limpar.
Fico completamente sem ação, a moça pede desculpas e segue seu caminho. E a verdade surge avassaladora em minha frente.
Só o que eu consigo pensar agora é o peso de todas as parcelas que ainda faltam.

Neste caso, estamos falando de algo aparentemente simples. Mas quantas pessoas perdem muito mais do que isso por não terem a capacidade de discernir sobre o poder e o sabor dos desejos?
No caminho do Yoga Integral, aprendemos a importância do manter alto o nível de satisfação interior, pois este ajudará a evitar a armadinha do desejo.
Os desejos humanos não tem fim, se o homem não aprende a ter consciência sobre eles os seus efeitos sobre o corpo e a mente são terríveis. Não creio em suspensão dos desejos, mas sim, na transformação da sua energia. E isso só é possível através da elevação da consciência em superconsciência.
O Yoga Integral oferece ferramentas para este fim.

Professor Reneu Zonatto